UMA LEITURA DO INSÓLITO NOS CONTOS “O HORLA”, DE MAUPASSANT E “O VISITANTE”, DE VICTOR GIUDICE

Fernanda Aquino Sylvestre

Resumo


Os contos “O Horla”, de Maupassant e “O visitante”, de Giudice dialogam, levando-nos a crer que Giudice possa ter sido um provável leitor de seu predecessor francês, Maupassant. Embora Giudice tenha como provável fonte para a escrita de sua narrativa a de Maupassant, os caminhos traçados pelo autor para construir o elemento insólito que figura como mote da narrativa toma rumos diferentes em “O visitante”. Partindo dessas considerações, este artigo pretende mostrar as relações intertextuais entre os referidos contos, a forma como o duplo é tratado nas duas narrativas e como se configura o elemento insólito nos contos mencionados.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Revista Araticum - ISSN: 2179-6793 (on-line)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

Indexadores

livrerevistas googleacademico OAJI sumarios Mir@bel Diadorim